DESDE MAIO

DE 1999

NOSTRADAMUS - A HORA DA VERDADE

O MAIOR, MELHOR, E MAIS SÉRIO SITE EM PORTUGUÊS SOBRE NOSTRADAMUS

 

 Site editado por Wilson A de Mello Franco - Autor de 20 livros sobre Nostradamus.

FINALMENTE VOCÊ ENCONTROU UM SITE DE VERDADE SOBRE NOSTRADAMUS!

 

Menu Nostradamus

Menu Profecias

Contato - Imprensa

Cabala

Livros do Autor do Site

 ® DIREITOS RESERVADOS - EDITORA SÉCULO XXI LTDA

 Proibida a cópia de qualquer parte deste site, para qualquer fim, sem autorização dos autores.

 LEI 9610 dos Direitos Autorais, de 1998.      

 

 

 

Com este artigo inauguro mais uma seção neste site, TEORIAS DA CONSPIRAÇÃO, na qual abordarei assuntos como nazismo, Al Qaeda, Nova Ordem Mundial, e outros temas polêmicos relacionados com profetas e profecias.

 

 

TINHA HITLER SANGUE JUDEU?

TESTE DE DNA MOSTRA QUE O DITADOR NAZISTA TERIA SANGUE JUDEU E RAÍZES AFRICANAS!

 

Artigo traduzido, montado e comentado no decorrer do texto por:

 

Wilson A de Mello Franco

 

Teria Hitler uma missão "divina"?

Retornaria sob nova personalidade?

Veja meu novo livro

Conflito de Civilizações

 

A vida de Adolf Hitler poderia ser classificada como uma das mais remoídas em toda a história, perdendo eventualmente apenas pelas especulações a respeito da vida de Jesus.

Hitler já foi visto como gay por vários escritores, e não é de hoje que se especula que ele teria certa parcela de sangue judeu.

Evidentemente tudo isso se enquadra nas teorias da conspiração que atualmente inundam a internet, indo desde satanismo na Igreja (o papa é o Anticristo!), passando pela Nova Ordem Mundial, uma "obra demoníaca" em andamento encabeçada pela maçonaria e os diabólicos Illuminati em conluio com os não menos "demoníacos" sionistas, até a “grande mentira” da conquista da Lua em 1969, por “falta de tecnologia” (quando, de fato, naquele tempo, já se testavam discos voadores! – e isso desde 1945 na Alemanha nazista!). O fechamento de ouro se completa com as teorias conspiratórias ligadas ao 11 de setembro: não seriam os terroristas da Al Qaeda que lançaram os aviões da American Airlines contra as torres gêmeas e o Pentágono, mas os diabólicos imperialistas americanos arquitetaram tudo, a fim de que pudessem ter uma desculpa contundente para pilhar as riquezas dos países muçulmanos produtores de petróleo (apesar de o próprio Osama Bin Laden ter afirmado e confirmado o ato, com grande empáfia e glória! – e nenhum integrante da Al Qaeda negar, até o dia de hoje, que eles executaram esta “obra”; lembrando que, no Islã, não é permitido que um muçulmano minta para outro muçulmano!)  

 

 

TEORIAS DA CONSPIRAÇÃO

 

Não faz muito tempo o historiador alemão Gerhard Roth disse ao jornal 'Bild am Sonntag' que o avô paterno biológico de Hitler foi possivelmente também seu pai: "Sempre houve indícios de incesto na família de Hitler. Hitler teve uma relação traumática com as suas origens e sempre se preocupou em ocultá-la. Isso contribuiu, em parte, para a sua psicose", ponderou o historiador.

Outros historiadores, eventualmente mais bem informados, consideram a  suposição “grotesca”, visto que até hoje existe um mistério envolvendo seu avô paterno, que o próprio Roth reconhece, dizendo que "As duas pessoas que poderiam tê-lo sido, Johann Georg Hiedler e Johann Nepomuk Hiedler, faleceram antes do nascimento de Hitler".

 

 

O muft de Jerusalém com Hitler,1941

 

NOVA POLÊMICA:       Dentro destes parâmetros, a revista belga Knack acaba de publicar mais uma matéria a respeito da ancestralidade ou sangue de Hitler, aventando a possibilidade de ele ter não somente certa parcela de sangue judeu como ainda de africanos berberes (podendo ser explicado porque Hitler tinha tão grande simpatia pelos muçulmanos, recebendo em Berlim em 1941, quando a guerra caminhava a seu favor o então mufti de Jerusalém, Haj Amin al-Hussein. O mufti foi recebido com muita honra militar, e o caviar da conversa foi, claro, como aniquilar os judeus que Adolf Eichman queria despachar, a princípio, para a Palestina).  

 

            Responsável pelo massacre de milhões de judeus e um herói para os ainda adeptos das teorias racistas, testes de DNA mostram que, aparentemente, o ditador nazista pode ter tido não somente ascendência judaica como ainda - principalmente - dos berberes do norte da África.

Vários meios de comunicação republicaram os resultados divulgados na revista Knack.

O jornal britânico The Daily Telegraph diz que amostras de saliva foram coletadas de 39 parentes de Hitler: Um cromossomo chamado grupo Haplo E1b1b1 que apareceu em suas amostras é raro na Europa Ocidental e é mais comumente encontrado nos berberes do Marrocos, Argélia, Tunísia e Somália, bem como entre os judeus asquenazes e sefarditas...

 

O grupo Haplo E1b1b1, que responde por cerca de 18% a 20%  dos cromossomos Y dos judeus asquenazes e de 8,6% a 30% dos sefarditas, parece ser uma das principais linhagens fundamentais do povo judeu. Muitas vítimas do Holocausto de Hitler, como Anne Frank, eram judeus asquenaze.

 

Outro jornal britânico, The Sun, identificou mais detalhes das pessoas envolvidas e como duas das amostras foram obtidas:

Um jornalista que trabalha para uma revista, em Bruxelas, teve acesso a uma amostra de Alexander Stuart-Houston, de 61 anos, sobrinho-neto de Hitler que vivem na América, depois de pegar um guardanapo que ele havia descartado.

O repórter Jean-Paul Mulders utilizou os serviços do historiador Marc Vermeeren para encontrar um primo austríaco Hitler, um fazendeiro chamado Norbert H, e outros 39 parentes distantes do Führer.

Norbert H aparentemente deu de bom grado uma amostra de saliva.


           

Símbolos da maçonaria na nota de $1,

e no Congresso dos Estados Unidos.

 

A maçonaria é um dos principais alvos das Teorias de Conspiração e bode expiatório na tentativa de se localizar onde está o trono de Satanás, que as pessoas de bem sabem muito bem onde realmente se encontra.

Os mais destacados pais dos EUA, como George Washington, eram maçons.

Os libertadores da América Simón Bolívar,

e San Martín, eram maçons.

Os fundadores do Brasil eram maçons: D. Pedro I

e José Bonifácio de Andrada, entre outros.

 

"Hitler não teria sido feliz", disse o professor Ronny Decorte em uma tradução do Google do artigo na revista Knack publicado na internet. Decorte, um especialista em genética da Universidade de Katholieke Leuven (uma universidade de pesquisa flamenga), diz que Hitler aparentemente não era "ariano" – termo que os nazista usavam para considerar uma pessoa de raça “pura”. Mas a pesquisa não parece ser conclusiva com relação a quais grupos Hitler poderia ter descendência.

 

A preocupação de Hitler com ascendência - incluindo a sua - vem causando especulações já há muitos anos. O jornal New York Daily News destaca que esta pesquisa poderia validar o mito histórico de que Hitler poderia ter uma ancestralidade judaica, e, tal como o russo Vladimir Jirinovsky, odiar este fato.

 

Não é esta a primeira vez que a ancestralidade é posta em dúvida: em outras ocasiões alguns já sugeriram que seu avô era judeu. Mas  esta é a primeira afirmação com todos os dados científicos para apoiá-la.

Relatos semelhantes foram feitos contra o presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, que negou várias vezes o Holocausto tenha ocorrido e regularmente ataca Israel. Afetado pela síndrome Jirinovski? Bom, Freud explica! Ou não?

 

A revista Knack afirma que a Rússia possui artefatos de Hitler que contêm seu DNA, e que os pesquisadores poderiam acabar com a especulação se fossem autorizados a testar esses itens.