DESDE MAIO

DE 1999

NOSTRADAMUS - A HORA DA VERDADE

O MAIOR, MELHOR, E MAIS SÉRIO SITE EM PORTUGUÊS SOBRE NOSTRADAMUS

 

 Site editado por Wilson A de Mello Franco - Autor de 20 livros sobre Nostradamus.

FINALMENTE VOCÊ ENCONTROU UM SITE DE VERDADE SOBRE NOSTRADAMUS!

 

Menu Nostradamus

Menu Profecias

Contato - Imprensa

Cabala

Livros do Autor do Site

 ® DIREITOS RESERVADOS - EDITORA SÉCULO XXI LTDA

 Proibida a cópia de qualquer parte deste site, para qualquer fim, sem autorização dos autores.

 LEI 9610 dos Direitos Autorais, de 1998.      

 

 O PASSADO  - O PRESENTE  - E O  FUTURO

 

VISTOS  POR NOSTRADAMUS

             

 Todas as interpretações são de Wilson A de Mello Franco

 

     

      Um grande erro que a maioria dos exegetas comete é acreditar que cada uma das quadras de AS CENTÚRIAS é independente entre si, que cada uma retrata independentemente uma profecia. É crasso quem pensa assim. As quadras perfazem um todo inteligente e para dificultar seu entendimento – não bastasse o vocabulário rebuscado – o profeta subdividiu o texto em quase 1000 peças (em considerando somente as quadras).

É nesse espírito que meus livros se alicerçam. Neles o leitor encontrará o que há de melhor e maior sobre Nostradamus, Profecias e Profetas.   

          

 

 

QUADRAS REALIZADAS

 

 

Em nossos livros AS CENTÚRIAS INTERPRETADAS (OS SÉCULOS) - e NOSTRADAMUS MILÊNIO: O ÚLTIMO SEGREDO PARTE I E PARTE II, o leitor encontrará mais de 200 quadras referentes ao que é para nós o passado, abrangendo de março de 1557 a julho de 1999.

No livro NOSTRADAMUS MILÊNIO, O ÚLTIMO SEGREDO as quadras estão organizadas cronologicamente, contanto a História passo a passo, com centenas de notas de rodapé, interpretações sempre coerentes, sem acinte à sua inteligência.

 

Nenhum livro chegou tão longe na análise do passado, do presente e do futuro.  Cada verso de cada quadra é explicado à luz da História.  Nem uma só quadra é aleatória, nem se baseia sua interpretação segundo um único verso ou palavra, que dá margem ao abuso, e que é, infelizmente, o método usado pela maioria dos pseudo exegetas. Não há acinte à sua inteligência pelo fato de você não saber ler o francês.

 

Um novo método, uma nova heurística, é o que você encontrará em nossos livros sobre Nostradamus. E não somente sobre Nostradamus, mas quaisquer assuntos proféticos ou místico. Em linguagem popular.

                    

 

1559: MORTE TRÁGICA DE HENRIQUE II

 

I.35


            Le lyon jeune le veiux surmontera,
            Em champ bellique par singulier duelle,
            Dans cage d'or les yeux crevera,
            Deux classes une puis mourir mort cruelle.



     
      O leão jovem ao velho sobrepujará,
            No campo de luta em um duelo extraordinário:
            Na gaiola de ouro (viseira), os olhos perfurará,
            Duas classes uma depois morrer morte cruel. (I.35)


     

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Henrique II     

 

          Esta é a famosíssima quadra que deu notoriedade a Nostradamus ainda em seu tempo, e que está presente em todos os trabalhos sobre o profeta de Salon: o acidente que vitimou Henrique II.  Em 1. de julho de 1559, quando o rei disputava um torneio de liça com o conde escocês Montgomery, mais jovem e cujas armas incluía o leão, e já decorridas duas classes de combate, o rei pede mais uma extra. Tentam dissuadi-lo: a rainha manda-lhe um bilhete pedindo que pare, um menino anônimo na platéia pede o mesmo, o conde gentilmente tenta dissuadir o rei, mas Henrique II insiste e obtém o duelo extraordinário. É então que a lança do oponente lhe adentra a viseira do olmo dourado (gaiola de ouro), vazando-lhe os olhos e saindo pela orelha. Durante 10 dias o rei agonizou horrivelmente, até morrer.

 

A PERSEGUIÇÃO AOS ASTRÔNOMOS

 

IV.18

 

        Des plus lettrez dessus les faicts celestes

        Seront par Princes ignorans reprouvez:

        Punis d’Edict, chassez, comme scelestes,

        Et mis à mort là où seront trouvez.

 

           Os mais letrados sobre os fatos celestes

            Serão pelos Príncipes(*) ignorantes reprovados:

           Punidos com Éditos, caçados, como celerados,

           E postos à morte aonde forem encontrados.  (IV.18)

(*) Os dignitários da Igreja são chamados Príncipes da Igreja.

 

VIII.71

 

            Croistra le nombre si grand des astronomes,

            Chassez banni et livres censurez,

            L’an mil six cens et sept par sacre glomes

            Que nul aux sacres ne seront asseurez.

 

Crescerá o número tão grande de astrônomos,

Caçados banidos e livros censurados,

O ano mil seiscentos e sete pelas sacras bulas

Que nenhum deles dos sacros não estarão seguros. (VIII.71) 

                      

                         

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Galileu Galilei

 

        INTERPRETAÇÃO:  Preso pela Inquisição de Veneza desde 1592, muito torturado, em fevereiro de 1600 o Santo Ofício (“sacros) condena à fogueira o filósofo e astrônomo italiano Giordano Bruno, por sua negação da idéia teológica da Criação, que rompia com a concepção aristotélica de um mundo estanque. Em 1609, Galileu Galilei desenvolve a luneta, e faz com ela notáveis descobertas astronômicas, publicadas no ano seguinte em seu livro Mensageiro das Estrelas. Aderiu ao sistema heliocêntrico de Copérnico, sendo, por isso, chamado a Roma, em 1611, acusado de heresia. Foi obrigado a abjurar de suas ideias em 1616, ano que a obra de Copérnico é colocada no famigerado Index. Vemos, portanto, o ano 1607, citado por Nostradamus, como uma média, fatos que testemunham a visão do profeta.