DESDE MAIO

DE 1999

NOSTRADAMUS - A HORA DA VERDADE

O MAIOR, MELHOR, E MAIS SÉRIO SITE EM PORTUGUÊS SOBRE NOSTRADAMUS

 

 Site editado por Wilson A de Mello Franco - Autor de 20 livros sobre Nostradamus.

FINALMENTE VOCÊ ENCONTROU UM SITE DE VERDADE SOBRE NOSTRADAMUS!

 

Menu Nostradamus

Menu Profecias

Contato - Imprensa

Cabala

Livros do Autor do Site

 ® DIREITOS RESERVADOS - EDITORA SÉCULO XXI LTDA

 Proibida a cópia de qualquer parte deste site, para qualquer fim, sem autorização dos autores.

 LEI 9610 dos Direitos Autorais, de 1998.      

 

 

                  Todas as interpretações são de Wilson de Mello Franco                

         

                                          O PRESENTE

   

             1998:  O ESCÂNDALO NA CASA BRANCA: CLINTON E MONICA                    

 

 

              VIII.14   

 

           Le grand crédit, d'or d'argent l'abondance,

        Aveuglera par libide l'honneur:

        Cogneu sera d'adultere l'offense,

        Qui parviendra à son grand deshonneur.   (VIII.14)  

 

 

O grande crédito, de ouro abundância de dinheiro,

Cegará pela libido a honra:

Conhecido será do adultério a ofensa,

Quem chegará à sua grande desonra. (VIII.14)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

   Em 1997 Clinton e Hillary estiveram sob investigação no caso Whitewater, por falências fraudulentas... Paula Jones acusou e processou o presidente Bill Clinton por assédio sexual. Pouco depois era a ex-estagiária da Casa Branca, Monica Lewinski, de 21 anos, quem vinha a público narrar suas aventuras libidinosas com o presidente no salão oval da Casa Branca. O presidente, sob juramento, negou enfaticamente que houvesse tido relações sexuais com ela, mas ficou provado que a mancha de sêmen no vestido de Monica era de Clinton, levantando-se a hipótese de  Clinton ter mentido no tribunal (Conhecido será o adultério e a ofensa).

 

Os advogados de Clinton propuseram um acordo a Paula Jones, oferecendo US$ 500 mil para que ela não reapresentasse seu processo, mas ela recusou e pediu US$ 1 milhão. Foram oferecidos US$ 700 mil, também recusados. No dia 8 de outubro, Abe Hirschfeld, um magnata de origem israelense, ofereceu publicamente um cheque de US$ 1 milhão para que Paula Jones desistisse do processo contra Clinton. Paula Jones passou a pedir então US$ 2 milhões, enquanto a oferta dos advogados do presidente permaneceu nos US$ 700 mil. Em fins de outubro/98, Paula Jones aceitou publicamente o cheque de US$ 1 milhão de Hirschfeld, e em 13 de novembro aceitou US$ 850 mil num acordo com os advogados de Clinton (“O grande crédito... abundância de dinheiro / Cegará a honra...”).

 

            Juanita Broaddrick, de 55 anos, no dia 20/2/99 deu uma entrevista ao jornal Washington Post acusando Clinton de tê-la estuprado em 1978... Revistas do mundo todo publicaram que Clinton mantinha casos com 8 mulheres!!! O caso de Juanita foi abafado, e a imprensa americana chegou a publicar que o marido de Juanita havia recebido uma boa soma de dinheiro para esfriar o caso. ("abundância de dinheiro / Cegará a honra...”).

 

 Monica, por sua vez, fez fortuna divulgando na mídia seu caso com o homem mais poderoso do planeta. Como curiosidade, o prenome do presidente, Bill, quer dizer conta, montante em dinheiro; cédula de dinheiro.  

          

     Por fim, no último dia de seu mandato, já não podendo mais ser punido, Clinton admitiu que havia mentido no caso Lewinski, e que contaria tudo num livro que estava escrevendo, que já estava  vendido por US$ 10 milhões, mas que lhe renderam de fato US$ 25 milhões. Sua esposa Hillary também estava escrevendo um livro sobre o caso Clinton, estimando-se que receberia por ele cerca de US$ 4 milhões!! ("Grande crédito... abundância de dinheiro".

   

    O livro de Hilary foi lançado em abril de 2003, estimando-se que recebeu por ele cerca de US$ 10 milhões!!