DESDE MAIO

DE 1999

NOSTRADAMUS - A HORA DA VERDADE

O MAIOR, MELHOR, E MAIS SÉRIO SITE EM PORTUGUÊS SOBRE NOSTRADAMUS

 

 Site editado por Wilson A de Mello Franco - Autor de 20 livros sobre Nostradamus.

FINALMENTE VOCÊ ENCONTROU UM SITE DE VERDADE SOBRE NOSTRADAMUS!

 

Menu Nostradamus

Menu Profecias

Contato - Imprensa

Cabala

Livros do Autor do Site

 ® DIREITOS RESERVADOS - EDITORA SÉCULO XXI LTDA

 Proibida a cópia de qualquer parte deste site, para qualquer fim, sem autorização dos autores.

 LEI 9610 dos Direitos Autorais, de 1998.      

 

O ECLIPSE TOTAL DE 11 DE AGOSTO de 1999:

AS FALSAS INTERPRETAÇÕES DA MÍDIA  

 

    NOSTRADAMUS PREVIU O FIM DO MUNDO NESTE DIA?

 

A segunda quadra que a mídia fez escarcéu é esta:

         

III.34

 

Quand le deffaut du Soleil lors sera,

Sur le plain jour le monstre sera veu,

    Tout autrement on l’interpretera,

Cherté n’a garde, nul n’y aura pourveu.

           

 

        Quando a falta do Sol então será (eclipse),

          Sobre o pleno dia o monstro será visto,

          Tudo de outro modo se interpretará,

          Carestia não esperada, ninguém terá se provido. (III.34)

 

 

     O eclipse total do sol de 11 de agosto na Europa - o último do milênio no hemisfério norte - ouriçou a mídia em grande celeuma, que propalava hora após hora que Nostradamus havia predito o fim do mundo nesse dia. O reforço perverso desta interpretação se embasava na quadra X.72 (acima) que preconizaria a chegada de um grande "Rei do terror" no mês de julho de 1999. 

 

     Nostradamus errou?

   

     Pelo contrário, uma vez que predisse que tudo seria interpretado de outro modo.

 

        Essa maldosa tergiversação se destrói pelo que se lê no terceiro verso. Não é à toa que Nostradamus diz, referindo-se às calúnias de que seria vítima no decorrer do tempo:

 

        “Só Deus Eterno é o verdadeiro juiz... ao qual imploro que me venha defender da calúnia dos malvados... E ainda, como já foi dito no artigo anterior: "Não obstante, àqueles de malignidade do espírito do mal não será [minha Obra] compreendida pelo curso do tempo..."

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O eclipse de 11 de agosto: 

indica a zona da III Guerra Mundial 

  Bem: Em sua maior intensidade a sombra do eclipse de 11 de agosto passou pelo sul da Inglaterra, norte da França, sul da Alemanha... Bálcãs, Turquia, Iraque, Irã, até, finalmente, atravessar a Índia. Se o leitor se recorda, junto de Átila aparece o termo zerfes, junto ao qual este autor acrescenta que é topônimo não identificado...

 

   Bem, parafraseando Nostradamus: “Pois eu queria estender a declaração...  para que não se escandalize a fragilidade dos ouvidos... , a profecia fique oculta a cientistas e intelectuais, isto é, aos poderosos e importantes das nações, se torne clara aos pequenos e humildes.

 

     E ainda como dizia Jesus: “Quem tem ouvidos para ouvir, ouça”.   

 

 

                                 ________________________________

 

                 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Eclipse 

de agosto

de 1999

 

 

     Esta quadra se liga à famosa quadra X.72 – a que cita explicitamente o mês de julho de 1999. Trata-se basicamente da grande celeuma do eclipse de 11 de agosto de 1999 no hemisfério norte, propalado pela mídia como uma predição de Nostradamus do fim do mundo. Como Nostradamus conhece a maldade do coração humano, previra que: “Tudo de outro modo se interpretará”.

            O eclipse, que começou no Atlântico norte, foi visto em sua plena ou maior intensidade no sul da Inglaterra, norte da França, sul da Alemanha, Hungria, Bálcãs, Cáucaso e Turquia, Iraque e Irã... e terminou na ÍNDIA. Esse é o caminho que as hordas da Ásia percorrerão! - conforme pode ser entendido nas quadras do profeta de Salon ou no Livro do Apocalipse.  O “monstro”, isto é, o Anticristo,  já está entre nós. Aqui cabe a ressalva que cada época terá o seu anticristo. E serão três anticristos durante a III Guerra Mundial, e outros três durante as guerras do Apocalipse, daí o sinal 666.