DESDE MAIO

DE 1999

NOSTRADAMUS - A HORA DA VERDADE

O MAIOR, MELHOR, E MAIS SÉRIO SITE EM PORTUGUÊS SOBRE NOSTRADAMUS

 

 Site editado por Wilson A de Mello Franco - Autor de 20 livros sobre Nostradamus.

FINALMENTE VOCÊ ENCONTROU UM SITE DE VERDADE SOBRE NOSTRADAMUS!

 

Menu Nostradamus

Menu Profecias

Contato - Imprensa

Cabala

Livros do Autor do Site

 ® DIREITOS RESERVADOS - EDITORA SÉCULO XXI LTDA

 Proibida a cópia de qualquer parte deste site, para qualquer fim, sem autorização dos autores.

 LEI 9610 dos Direitos Autorais, de 1998.      

 

 

OS SETE SINAIS PARA O FIM DOS TEMPOS

 

Por Wilson A de Mello Franco

 

[parte 1 - esta página]   [parte 2 - página seguinte]

 

Veja Também: O "FIM DO MUNDO": FATORES CONVERGENTES

 

 

 

Vale do Armagedom, em Israel: a Bíblia diz que aqui

ocorrerá a batalha final entre as forças do Bem e do Mal

lideradas pelo Anticristo, e que apenas 144 mil "servos de Deus" serão selados.

   Então ouvi o número dos que foram selados, que era cento e quarenta e quatro mil, de todas as tribos dos filhos de Israel...

 (Livro da Revelação,  7: 4)

 

NOSTRADAMUS

Conflito de Civilizações

Os 7 Sinais do Apocalipse

A espada não toca a Terra!

Meu novo livro

 

 

 

OS TEMPOS DA GRANDE CEIFA

 

Enquanto o cristianismo acredita que o principal milagre de Deus é a sua autoencarnação como ser humano em Jesus – e apenas nele, o que torna “filho de Deus” e, por tabela, o próprio Deus – os místicos, os gnósticos, os teosóficos, e outros grupos divorciados da ortodoxia, advogam que todo ser humano é Deus, que ao mesmo tempo em que se limitou no entendimento como humano, ainda conserva, sob certos parâmetros, sua omnisciência como metade de um todo divino separado por um “terremoto” na “terra dos homens”, mais conhecido como "expulsão do paraíso".

 

A missão da religião seria justamente juntar essas partes e elevar o homem a um estado anterior à sua “queda” ou expulsão do paraíso. Todavia, talvez o que as religiões fizeram, como podemos ver facilmente, foi separar ainda mais as paredes do abismo que se abriram entre a humanidade.

 

Chegou o tempo e é preciso que a humanidade tenha uma nova forma de pensar: mais do que nunca estamos ouvindo falar em “final dos tempos”, “profecia Maia”, possibilidades apocalípticas vindas do espaço, e encontros com alienígenas, e um "novo homem". Até mesma Igreja fala em uma "nova cara", e o próprio papa Bento XVI ressaltou a hipocrisia reinante nos meios eclesiásticos.

 

Enquanto de um lado nunca o ateísmo esteve tão ativo, nunca a heresia triunfou tanto, nunca as ofensas ao que é religioso foi tão grande e o desfigurou tanto, de outro lado nunca a humanidade esteve tão mística, e ao mesmo tempo tão consciente dos males provocados por dogmas obtusos e completamente anacrônicos e fora de propósito.

 

 Nunca tantos ateus e "blasfemadores" pulularam no mundo. Significa que serão abalados todos os conceitos que temos sobre religião, sobre nossa humanidade, e o nosso papel no Universo. Todos os poderes serão abalados, o poder religioso e o poder político.

Nunca se falou em extraterrestres, nunca a humanidade se viu às voltas com tanta informação e numa ligação tão gigantesca como temos agora. E nunca a humanidade havia conquistado o poder de se autodestruir como agora. 

 

 

            OS SETE SINAIS PARA O FIM DOS TEMPOS

 

            De acordo com numerosos profetas haverá sete sinais perfeitamente visíveis a todos antes que chegue o final dos tempos e o início de uma nova Era na qual não haverá espaço para nada disto que vemos em nossa sociedade dita civilizada, dominada pelo EGO.

 

1 - Os judeus regressão à terra de seus pais.

- Isso aconteceu em 1948. Isso é amplamente mencionado em profecias.

 

2 - Israel será reconhecido como nação entre as nações, menos pelos amalecitas, que serão seus inimigos perpétuos, de acordo com a Bíblia. Mas Israel será suficientemente forte para se defender, e terá ajuda de outros.

 – Se observarmos, o povo judeu tem vencido todos os obstáculos que se opõem ao reconhecimento do Estado de Israel, particularmente pelos árabes e outros países muçulmanos como o Irã. Todavia, devido à força bélica de Israel e o apoio incontestável dos EUA a Israel (renovado explicitamente por todos os presidentes no Discurso da União), os muçulmanos estão divididos e, como bem disse Jesus, uma casa dividida não pode subsistir.

     

3 - O grande conflito seguido de uma grande calamidade.

 - O desejo de destruição por parte dos amalecitas (árabes, por extensão países muçulmanos) levaria a um grave conflito que resultaria na restauração da Torá devido a “milagres” incontestáveis até mesmo pelos ateus, a ocorrer durante este conflito, que não seria longo, mas traria consequências gravíssimas, menos pela guerra e muito mais pelos acontecimentos que viriam dos céus, e que porão forçosamente fim à guerra: a humanidade perceberá que, dividida, não subsistirá à, literalmente, intempérie celeste, mas não da água: pedras! Grande parte da população deve desaparecer devido à catástrofe natural, possivelmente 1,7 bilhão de pessoas.   

 

4 - Reconstrução do Templo de Jerusalém, que será capital do mundo.

- Após este acontecimento, que resultaria na destruição do domo da Rocha (não pelos judeus, mas pelos belicosos do Norte gelado contrários ao sentimento religioso, como o foram no passado), o Templo de Jerusalém será reconstruído, e os judeus retornarão à Torá. Jerusalém será então capital do mundo, e exercerá o papel que a ONU tem hoje em Nova York. Mais ainda: que Roma tem como centro da fé.   

 

5 - Um período de paz, e de grandes maravilhas, e conversão de muitos judeus.

- Nem curto nem muito longo, possivelmente 35 anos, e neste tempo a tecnologia avançará extremamente rápida. Nestes 35 anos a humanidade progrediria mais do que em toda a sua história, o mundo será, como diz a Profecia do Monge Aranha Negra, “uma catedral em festa”. Pousará em Marte, estabelecerá colônias na Lua e, sobretudo, decodificará a natureza, e fará muitos prodígios.

Surgiria um homem especial, de ascendência judaica - o Consolador prometido por Jesus - e saído do ramo da flor de lis da monarquia francesa, que os judeus reconheceriam como seu Cristo esperado (e por certo tempo os muçulmanos como seu Mahdi esperado), porém ele seria cristão, e esse fato mudaria significativamente a visão que muitos judeus tem de Jesus, aliado à descoberta de novos e importantes documentos que simultaneamente mudariam a visão que tanto nós cristãos, assim como os muçulmanos, têm de Jesus. De certo modo as coisas se arranjarão naturalmente, e Nossa Senhora será colocada nos altares de todo o mundo ao lado de Jesus. Os Evangelhos serão pregados em todo o mundo. Parece absurdo? É o que dizem as profecias! 

 

6 - Chegada do Anticristo   [Veja também: PROFECIAS DO ISLÃ]

 

- Depois deste período de fausto, novamente os poderes religiosos vão pulular, introduzindo o mundo num período de caos que deverá durar ao menos 27 anos, período este que o mundo conhecerá não um, mas três Anticristos depois de uma nova calamidade vinda dos céus atingir o planeta, possivelmente um asteroide de 1260 metros de diâmetro (segundo Nostradamus).

 

Comparando, o asteroide que arrasou a Terra eliminando os dinossauros tinha cerca de 10 km. Com 1260 metros é possível que equivalha a cerca de 1000 bombas atômicas de grande potência explodindo simultaneamente no planeta. Numerosos profetas dizem que haverá três dias de completa escuridão em todo o mundo.

 

 A figura do Anticristo é muito polêmica, afirmando uns que será ateu, e outros, ao contrário, que difundirá uma nova religião , digamos, "new age", e que negará os valores cristãos. Outros, entretanto, acreditam que será um muçulmano, e ainda outros um papa judeu que tentaria modificar as crenças cristãs. Porém, Nostradamus nos diz que haverá três anticristos, e não se refere nem a Napoleão e muito menos a Hitler: ambos eram religiosos, Hitler inclusive assistia a missas e rezava, além de assinar um pacto de não agressão à Igreja, enquanto o casamento de Napoleão foi realizado pelo papa e a Igreja tinha total liberdade de culto.    

 

7 - Acontecimentos apocalípticos e sobrenaturais, e ações animais do homem.

      E eventual volta de Jesus.

- Possivelmente também um enorme cometa “raspará” no polo norte alterando completamente o ângulo do eixo de rotação do planeta, a tal ponto que todos os astros mudarão completamente de posição e, dizem numerosos profetas, a terra girará ao contrário! Essa parada do eixo de rotação, de 3 dias, simplesmente arrasaria tudo o que conhecemos como nossa civilização. Mas haveria sobreviventes, uns 144 mil no total, muitos retirados pelos “anjos” em suas naves ou mesmo por “empuxos”, e outros de alguma forma conseguiriam se salvar. Esses são os chamados “eleitos”. Talvez a nata dos seres humanos.

Os diferentes grupos religiosos acreditam que seus membros serão os felizardos, que serão “transformados” e levados para lugar seguro e que após o grande julgamento, onde os mortos e vivos serão julgados, comandado por Jesus e com a presença do próprio Deus em pessoa, os salvos do fogo do inferno viverão felizes com Cristo que, finalmente, retornaria.

Alguns acreditam que Jesus retornaria no tempo do sexto item desta lista, junto com o Anticristo, para combatê-lo. Essa visão é passada em Epístolas dos apóstolos.  Outros, que seria somente depois do fim da lista, quando a Terra já estaria mondada e preparada para o seu reino. E outros ainda acreditam que seria no final do terceiro item desta lista, mas não o próprio Jesus, mas sua epiginia, que as profecias chamam de O Grande Monarca. 

     

 

QUAL A PROBABILIDADE DISTO ACONTECER

 

 

[parte 1 - esta página]   [parte 2 - página seguinte]           SEGUE 

 

Veja Também: O "FIM DO MUNDO": FATORES CONVERGENTES